Ana Telma Fotografia – moments & stories » Fotografia de Família e Casamentos

O dia que ele voltou pra casa

Há 4 anos atrás, eu vivi um dos dias mais felizes da minha vida!!! Mas há 4 anos e 3 dias atrás, era um dos mais tristes…
Para quem não sabe, eu tenho dois gatinhos: o Bill e a Ivanka. O Bill já era da família há bastante tempo, bem antes de eu e o Diogo vimos morar no nosso apartamento, só que morava na casa da minha sogra. Já a Ivanka, veio depois, quando já estávamos aqui.
Pouco tempo depois que pegamos a Ivanka na rua (ela apareceu toda sujinha na garagem do prédio onde trabalho), o Bill simplesmente desapareceu, no dia 28/04/2008. Moramos no segundo andar e não sabíamos se ele tinha caído ou pulado no muro que fica perto da janela da cozinha. Não sabíamos se ele estava vivo ou morto, se estava por perto ou se alguém tinha levado ele pra longe… :( Na época eu ainda não tinha tela nas janelas. Ficava enrolando pra colocar, sem saber se era realmente necessário, uma vez que já estávamos no apartamento há 7 meses e nada tinha acontecido…
Depois que ele sumiu, eu só chorei por 3 dias… Fiz cartazes e espalhei pelos postes próximos ao meu prédio, perguntava à todo mundo pela rua se eles tinham visto um gatinho assim e assado. Dava looongas caminhadas chamando por ele. E nada.
Até que no dia 1º de maio de 2008, uma quinta-feira chuvosa de feriado, exatamente como hoje, um milagre aconteceu. Eu e Diogo tínhamos ido na padaria a pé – o que NUNCA fazíamos – e, quando estávamos entrando de volta no prédio, ouvimos um miadinho e não acreditamos… Não conseguíamos ver da onde estava vindo, mas eu sabia que era ele! Até que avistamos sua carinha linda no meio do matagal do outro lado da rua e o Diogo correu para pegá-lo. As plantas da frente tinham vários espinhos e nem o Diogo conseguia alcançá-lo e nem ele conseguia sair dali. Ele entrou pra dentro do mato e eu pensei que nunca mais fosse vê-lo de novo… Porém, como todo mundo sabe, gatinho é bicho esperto e ele deu a volta no matagal e surgiu do outro lado, onde não havia espinhos e o Diogo conseguia pegá-lo. Quase não precisou, ele pulou no nosso colo e miava sem parar, tão feliz em nos ver. Eu agarrei muito ele, apesar de estar tão sujinho e fedido! Deve ter passado apertos 3 dias na rua, comido um monte de porcaria…
Corremos com ele pro veterinário e nossa maior preocupação era saber se ele tinha machucado alguma coisa com a queda ou comido alguma coisa que fizesse mal ou alguém tivesse feito alguma maldade com ele na rua… Ele tinha um machucado no focinho que estava ensanguentado e ficamos TÃO preocupados! Graças a Deus, estava tudo bem. :)
Nosso gatinho estava de volta ao aconchego e segurança do lar e nós estávamos tão gratos! E nunca mais esquecemos essa data… Principalmente porque ele ficou conhecido pelos amigos do Diogo como “o gatinho trabalhador” rs
Bill, mamãe ama você e agradece todo dia por ter você por perto! :) Beijinho no focinho! ;)

PS: Às famílias que têm gatinhos em apartamentos: COLOQUEM TELAS NAS JANELAS, para que vocês nunca tenham que passar pelo que eu passei e nem o gatinho de vocês pelo que o Bill passou. Dêem uma vida tranquila para os seus bichinhos. :)

  • Rejane - 1 de maio de 2012 - 15:27

    O Bill eh muito lindo!!!ReplyCancel

  • Thaysa - 1 de maio de 2012 - 21:40

    Eu lembro desse episódio e do seu desespero :/ReplyCancel

  • Kathryn Schauer - 2 de maio de 2012 - 12:18

    What a pretty kitty!ReplyCancel

Seu email nunca será publicado ou compartilhado. Os campos marcados são obrigatórios *

*

*